Como em CTBA, SJP segue o último decreto estadual e fecha comércio por 14 dias


Ontem, Paraná registrou recorde em casos de infecção com 1.536 contaminados e 36 óbitos. Cirurgias eletivas, como cataratas, estão suspensas na regulamentação que vale até 14 de julho.

Blog Single Confira na reportagem o que pode e não pode abrir nas próximas duas semanas
No início da tarde de hoje (01), a Prefeitura de São José dos Pinhais, como a Prefeitura de Curitiba, seguiu o novo decreto estadual tipo corona vírus (nº 4942) publicado ontem (30), e ampliou a restrição às atividades consideradas não essenciais (decreto nº 3865) no prazo estabelecido pelo Estado, de 01 a 14 de julho, com possibilidade de prorrogação por mais uma semana. Como parte da metrópole curitibana, São José passa a não permitir abertura de comércio de rua, shoppings, galerias e serviços comerciais como salões de beleza e de estética, academias e encontros religiosos coletivos. Há exatamente 100 dias, foi a primeira vez que o comércio fechou (ver link de matéria anterior abaixo).

A medida vem de encontro a uma tentativa de achatar a curva de infecção também em outras seis regionais. Ainda ontem, o Paraná registrou recorde em casos de infecção com 1.536 contaminados e 36 óbitos. O governo estadual ainda decretou no período o adiamento das cirurgias eletivas no Sistema SUS, como de oftalmologia. A soma agora são 22.623 diagnósticos positivos e 636 mortos em decorrência da doença.

Outro alerta veio de ocupação média de leitos paranaenses em 66% em 134 municípios listados nas regionais. Além das cidades metropolitanas de Curitiba, o aumento da restrição atinge as localidades de Cornélio Procópio, Londrina, Cianorte, Cascavel, Foz do Iguaçu e Toledo.


As principais medidas do decreto (4942) estadual/municipal
- Proibida a circulação de pessoas em vias públicas das 22h às 5h.
- Restritas as atividades econômicas não essenciais, como shoppings, galerias, comércio de rua, feiras, salões de beleza, academias, bares e casas noturnas.
- Transporte público poderá atender somente os funcionários dos serviços considerados essenciais, e os veículos só poderão circular conforme a quantidade de assentos.
- Supermercados e mercados não abrem aos domingos. O funcionamento é de segunda a sábado, das 7h às 21h, em fluxo limitado a 30% da capacidade total, devendo ser controlado com a distribuição de senhas. O acesso será limitado a uma pessoa da família e está proibida a entrada de menores de 12 anos.
– Suspenso o funcionamento de serviços de conveniência em postos de combustíveis (exceto nas rodovias).
– Restaurantes e lanchonetes poderão atender somente no sistema drive-thru, delivery ou take away (retirada no balcão).
– Reuniões pessoais, sociais e profissionais devem ser realizadas virtualmente e, quando necessário, com no máximo cinco pessoas e afastamento de dois metros entre si.
– A abertura de parques, praças e demais áreas coletivas ao ar livre fica a critério de cada prefeitura.
– A fiscalização será realizada pela Polícia Militar em parceria com as Guardas Municipais, sob pena de multa em caso de descumprimento.
– Também serão suspensas as cirurgias eletivas diante da escassez de medicamentos anestésicos e relaxantes musculares.

Em São José dos Pinhais foi revogado o Decreto 3857 de 23 de junho de 2020 e entrou em vigência o Decreto 3865 de 01 de julho de 2020, publicado em Diário Oficial em edição extraordinária na tarde desta quarta-feira (01/07).
Demais informações no decreto

Dia 23 de março foi quando o comércio fechou a primeira vez

PautaSJP.com

Mais imagens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: