Fazenda Urbana de Curitiba abre oportunidade de colaboração com experimentos


Espaço coletivo de agricultura orgânica será inaugurado no centro da Capital e tem projetos inovadores como meliponicultura

Blog Single Local fica ao lado do Mercado Regional do Cajuru
O antigo também é uma forma de fazer o novo. A referência à agricultura praticada antigamente em Curitiba e cidades metropolitanas foi o ponto de partida para a busca pela inovação em área de 4 mil metros quadrados preparada pela Prefeitura da Capital, no que será a primeira Fazenda Urbana do Brasil. O local, com acessibilidade, ao lado do Mercado Regional do Cajuru, será administrado pela Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional e terá, além das hortas comunitárias, composteiras, estufas de mudas e caixas do projeto Jardins de Mel, com abelhas nativas sem ferrão. Boa parte das estruturas, em contêineres, já está concluída. A proposta anunciou nesta semana um chamamento público de participação das comunidades e colaboração com experimentos.

Um dos destaques do projeto é a Meliponicultura. “A Agricultura Urbana é uma política pública de Estratégica de Segurança Alimentar e Nutricional e que vai de encontro à tendência mundial da produção e consumo consciente, incluindo a criação de abelhas sem ferrão que polinizarão o projeto contribuindo para a conservação da Natureza no entorno”, diz o diretor de Estratégias de Segurança Alimentar, Felipe Thiago de Jesus, que destaca também as estruturas suspensas para que cadeirantes possam participar dos plantios.

O complexo ainda contará com um restaurante-escola, banco de alimentos, espaço para eventos e treinamento, entrada gratuita para visitação e agenda de Educação Ambiental Pedagógica com escolas públicas e particulares.


Chamamento sociedade
A Portaria nº 06/2020 seleciona empresas com enfoque em startups, e demais instituições, que atuem com novas tecnologias voltadas à Agricultura, dedicadas à pesquisa e experimento de inovações relacionadas com hardwares e softwares de gestão e manejo de áreas de cultivo, controle de irrigação, compostagem, transformação e reaproveitamentos de resíduos, geração de energia a partir de recursos naturais (energia renovável, energia limpa), estudo dos efeitos climáticos no cultivo, coleta e reuso de águas pluviais, métodos e técnicas de plantio e tratamento do solo, produção e distribuição de alimentos orgânicos, organização do cooperativismo comunitário de cultivo em áreas urbanas, incentivo social à produção e consumo responsáveis, manipulação de alimentos, alimentação saudável, sustentabilidade, geração de renda, entre outros, para promoção dos conceitos dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU).

Informações Agência Curitiba de Desenvolvimento, Rua Engenheiros Rebouças, 1732 – 1º andar – Rebouças – Curitiba – PR, Fone 41 3213-7590 - www.agenciacuritiba.com.br.

PautaSJP.com e informações Pref. Curitiba

Mais imagens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: