Prefeito Toninho se reúne com ministro Moro para tratar de Segurança em SJP


Representante do Executivo Municipal foi a Brasília para ter detalhes do projeto piloto que inicia na cidade em agosto

Blog Single Toninho Fenelon e o Ministro Sérgio Moro no Ministério da Justiça
O prefeito de São José dos Pinhais, Toninho Fenelon, esteve em Brasília na última terça-feira (11) com o ministro da Justiça, Sérgio Moro, para tratar de detalhes quanto aos ajustes para a implantação do projeto piloto de segurança pública na cidade, com previsão de início em agosto.

O prefeito destacou a importância da parceria da União com a Prefeitura de São José dos Pinhais no sentido de coibir crimes violentos. “Temos responsabilidade para com a segurança do nosso município, por isso temos investido na Guarda Municipal, que é uma referência nacional. Na próxima semana, vamos abrir o módulo no bairro Borda do Campo, o que representa uma descentralização dos atendimentos e maior presença neste bairro, que é um dos mais distantes e populosos”, comentou o prefeito.

De acordo com o ministro Moro, o projeto de segurança é um dos principais do Governo Federal. “No mês de agosto, equipes de inteligência federal farão diagnóstico dos pontos críticos de São José dos Pinhais, com o apoio das forças estaduais e municipais.”
A reunião teve a presença do secretário nacional de Segurança Pública general Guilherme Teófilo, do procurador de São José dos Pinhais Áriston Ghidin e dos representantes da Guarda Municipal, como o diretor Marcio Pereira.


Projeto e homicídios em SJP
A proposta prevê a presença da Força Nacional de Segurança Pública. A iniciativa do Ministério da Justiça busca reduzir a criminalidade violenta em cinco cidades brasileiras. O programa deve durar até o fim do ano e, se tiver sucesso, poderá ser replicado em outros lugares do país.

Segundo a pasta ministerial, além de São José, estão no projeto Cariacica (ES), Ananindeua (PA), Paulista (PE) e Goiânia (GO). A escolha leva em conta as análises de Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e de criminalidade.

São José é uma das cidades do estado com mais homicídios. De acordo com números da Secretaria de Segurança Pública do Estado (Sesp), o município teve 69 mortes violentas em 2018, segundo pior resultado entre os municípios da região, atrás apenas da capital, Curitiba, com 293. Foi também o quarto pior desempenho do estado, atrás da capital, Foz do Iguaçu e Paranaguá. Uma das principais causas mapeadas é o tráfico de drogas, tanto na disputa de territórios quanto na cobrança de usuários devedores.


Secretaria Municipal de Segurança
O secretário municipal de Segurança, Fabiano da Rosa, encaminhou dados sobre São José dos Pinhais no cenário metropolitano. “Pelos números absolutos Curitiba (293 homicídios + 15 latrocínios) seria a cidade mais perigosa do Estado mas, efetivamente, não é. Ela é a maior cidade com os maiores números absolutos de homicídios e latrocínios. A taxa que correlaciona número de homicídios a cada 100.000 habitantes - taxa relativa - é a mais apropriada e, neste sentido, nossa cidade (São José dos Pinhais) está na posição 111 de 399 cidades no Estado. Nossa taxa de homicídios x 100.000 habitantes foi, em 2018, 21,73 (69 mortes numa população estimada pelo IBGE em 317.476 habitantes). Víamão/RS teve em 2018, segundo veículo da RBS, uma taxa de 77,1. Alvorada/RS, que teria sido aventada pelo Ministério (informação obtida quando tivemos em Brasília), a taxa é 71,8. Porto Alegre teve uma taxa de 58,1. Aqui próximo Agudos do Sul teve uma taxa de 75,5. Rio Branco do Sul 74,3. Matinhos 52,6. Paranaguá 42,3. Almirante Tamandaré 36,7. Concluímos que contou decisivamente a proximidade do governo federal com os governos estadual e municipal e o prognóstico de que o ambiente é favorável ao Projeto Piloto, mesmo porque aqui os índices de homicídios de 2017 para 2018 já caíram 25%, diminuindo de 93 (92 homicídios + 1 roubo com morte para 69 homicídios). Pensamos positivamente com relação a esta parceria e este Projeto Piloto porque esperamos vinda de reforço de policiamento e também investimentos federais que aqui ficarão resultando, e isto que nos importa, na melhoria da segurança do são-joseense”, diz a nota.

PautaSJP.com e informações da Pref. SJP e Gazeta do Povo

Compartilhe esta notícia no Facebook: