Escoteiros do São Félix lançam campanha de viagem internacional


Grupo de Escotismo de SJP propaga intercâmbio em Madrid de duas escoteiras como base para novas ações e ampliação da instituição criada em 1994

Blog Single A chefe de escotismo do São Félix, Lorena Costa, entre Isabella Olcha e Kauany Silveira, as duas representantes de SJP no crowdfunding para Madri
Duas integrantes do Grupo Escoteiro São Félix, moradoras de São José dos Pinhais, foram escolhidas para representar a cidade em um grande simpósio de 15 dias e diversos encontros na Europa, por um mês, para conhecerem mais sobre o escotismo europeu e no mundo. Para viabilizar a viagem das escoteiras da Tropa Pioneiros, e também gerar base para novas ações ambientais e institucionais, o projeto foi apresentado como crowdfunding, a vaquinha virtual da web.

O investimento dos internautas possui um teto de R$ 14 mil. Até esta quarta (13), foram doados R$ 760,00, com data limite de arrecadação para 30 de julho. A viagem inicia dia 27 de junho e termina em 1º de agosto. Todos os custos de alimentação, deslocamento local e hospedagem serão pagos pelos grupos de escoteiros internacionais e a vaquinha é para custear as passagens aéreas. Este simpósio é do Grupo Scout Matterhorn217 Madrid e ocorre na capital de mesmo nome da Espanha, intitulado FORMED217. O convite, com duas vagas, foi intermediado por Giovani Silva, chefe do São Félix.

Kauany Banalli da Silveira, 18 anos, estudante de vestibular, e Isabella Leal Olcha, 19 anos, universitária de Educação Física da UTFPR, se preparam para conhecer as práticas do escotismo em outras culturas e contribuir com o movimento escoteiro no Brasil. Elas foram exemplo de conduta no período em que estiveram na Tropa Sênior.

“Ao contrário de várias crianças, eu entrei para o São Félix com 15 anos e ser escoteira é muito importante para mim e milhares de pessoas no mundo. Será valioso participar de um encontro internacional que vai discutir o papel dos escoteiros e o futuro dos escoteiros”, diz Kauany da Silveira.

“Eu também vim ao São Félix há três anos. Até acontece de conhecidos tirarem sarro da gente, mas quando falamos de tudo que planejamos e executamos os amigos até querem mais detalhes”, fala Isabella Olcha, que complementa sobre a oportunidade especial do intercâmbio.

“Existem muitos grupos, principalmente em Curitiba, de forma que as diretrizes são as mesmas, porém, as diferenças culturais entre os municípios geram diversidade e fico imaginando a diversidade de tantos países reunidos e quantas propostas poderemos desenvolver em São José dos Pinhais.”


Crescimento do escotismo
Lorena Costa, chefe dos lobinhos, destaca que talentos e capacitações, como companheirismo, colaboração, respeito, empreendedorismo e outros valores, são estímulos aos pais a trazerem os filhos para o escotismo e até mesmo se tornarem líderes das crianças e jovens. “O interesse tem aumentado o número de escoteiros e com mais participantes os projetos crescem. Estamos organizando vários projetos, inclusive, de termos sede própria como os grupos de Curitiba e outras cidades”, comenta Lorena, que, coordena as atividades aos sábado no Bosque da Usina, onde o São Félix se reúne regularmente.

Elson Mendes levou o filho Luis Eduardo e se envolveu tanto que hoje é chefe também dos Lobinhos. “Uma vez estávamos de uniforme almoçando e o dono do restaurante veio elogiar o escotismo, ou seja, os escoteiros possuem uma imagem positiva que traz responsabilidades para os filhos e pais. São muitas vantagens em passar maior tempo em família e com os amigos nos encontros ao ar livre, com menos internet e mais Natureza”, observa Elson Mendes.

Informações Grupo Escoteiro São Félix:
Reuniões aos sábados das 14:30 às 17:00 no Bosque da Usina
R. Judith Ferreira Walbach, 351 - Três Marias, São José dos Pinhais - PR, 83030-700
Fone: 99590-1996 com Chefe Kelli

Acesse o link para ver a vaquinha virtual
https://www.vakinha.com.br/vaquinha/grupo-escoteiro-sao-felix-projeto-formed217-2018

PautaSJP.com

Mais imagens desta notícia

Compartilhe esta notícia no Facebook: